REANIMADOS PELA ESPERANÇA

Purple flower growing on crack street, soft focus, blank text

O sofrimento faz parte da natureza humana e mesmo em meios a tantas
tecnologias e com o avanço da ciência ainda não encontramos respostas
satisfatórias com relação ao sofrimento.
Por que sofremos? Este é uma pergunta que não temos respostas francas e
sinceras e até mesmo teológicas.
O profeta Jeremias foi um dos homens de Deus que talvez tenha
experimentado a questão do sofrimento mais profundo, pois ele sofria no corpo,
na alma e ao mesmo tempo vendo o povo de Deus sendo levado ao exílio.
Talvez o que mais lhe doía seja a parte que ele profetizava e ninguém o
ouvia. Ninguém prestava mais atenção em suas palavras e ele apenas vendo
seu povo perecer.
Jeremias diz: “Eu sou o homem que viu a aflição trazida pela vara da sua
ira”. Lm. 3: 1.
De que forma Jeremias lidou com a questão do sofrimento?
Em suas palavras ele diz: “Todavia, lembro-me também do que pode me dar
esperança” Lm. 3: 21.
Jeremias sabia que aquele período de sofrimento um dia iria passar, um dia
chegaria ao fim.
Porém os olhos dele não estavam fixos no que lhe causava sofrimento, sua
perspectiva de vida estava em algo que é inabalável.
Diz ele ainda: “Digo a mim mesmo: A minha porção é o Senhor, nele porei a
minha esperança”. Lm. 3: 24.
Creio que a maior resposta para a questão do sofrimento é em quem você
tem colocado a sua esperança?
Para onde seus olhos estão sendo fixados?
Jeremias nos dá uma resposta inusitada: “O Senhor é bom para com
aqueles cuja esperança está nele, para com aqueles que o buscam”. Lm. 3: 25.
Voltando ao texto do Apocalipse, precisamos relembrar que este livro do foi
escrito por alguém que era discípulos de Jesus, que andou com Jesus, mas
que agora João está exilado em uma ilha.

Por um bom período ele desfrutou da presença física de Jesus, mas agora
sozinho e exilado em sofrimento é que João recebe as maiores revelações de
Jesus.
Portanto, assim creio que podemos nos aproximar mais intimamente de
Jesus e receber Dele toda a esperança necessária para continuarmos a viver
justamente em períodos de maiores crises de sofrimento.
Percebam que revelação impactante que João recebe: “Depois vi um
Cordeiro que parecia ter estado morto, em pé, no centro do trono”. (6).
Em meio ao seu sofrimento João recebe a revelação que lhe traria
novamente a esperança.
Amados, somos o povo que experimenta todos os dias o poder da
ressurreição de Cristo em nossas vidas.
Nossa esperança está viva em Jesus ressurreto e o símbolo maior da nossa
esperança é um túmulo vazio.
Quando da morte de Jesus algumas mulheres foram ao seu túmulo e
ficaram surpreendidas com a pedra removida, mas mais surpreendidas ainda
foi quando olharam para dentro do tumulo vazio e ouviram a voz dos anjos lhes
dizendo: “Por que vocês estão procurando entre os mortos aquele que vive?
Ele não está aqui! Ressuscitou! Lc. 24: 5.
A igreja de Jesus é a comunidade da esperança, porém ela vive não apenas
na esperança, mas sim em uma viva certeza: “O túmulo está vazio, porém o
trono está ocupado”. (Pastor Ziel Machado).
“Aquele que parecia ter estado morto, está em pé, no centro do trono”.
Isto é algo maravilhoso, por que podemos ter a certeza que Jesus é aquele
quem domina sobre tudo e sobre todos.
O trono ocupado por aquele que pode todas as coisas.
Por isto Jesus diz a João, “NÃO CHORE”, eis que o Leão da tribo de Judá,
a raiz de Davi, venceu para abrir o livro.
Precisamos nos reanimar com esta viva esperança. Jesus está em seu
santo trono.
Um trono de glória e justiça. Tudo está em suas mãos.
Morto como um cordeiro e vivo como um leão.
O apocalipse nos dá uma visão deslumbrante do trono de Deus.

Um trono ocupado por Jesus vivo e ressurreto, cercado por seres viventes,
e vinte e quatro anciãos carregando taças de ouro.
Dentro destas taças de ouro estão as orações dos santos que servem como
incenso, ou seja, como aroma suave que se espalha pelo trono onde Jesus se
assenta.
Isto nos dá a certeza que nossas orações chegam ao trono da graça de
Deus e que elas são ouvidas… E não somente isto, elas se exalam como
louvores ao Reis dos Reis.
Creio que foi por isto que Jesus disse: “Tudo o que vocês ligarem na terra
terá sido ligado no céu, e tudo o que vocês desligarem na terra terá sido
desligado no céu. Também lhes digo que se dois de vocês concordarem na
terra em qualquer assunto sobre o qual pedirem isso lhes será feito por meu
Pai que está nos céus. Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali
eu estou no meio deles”. Mt. 18: 18 – 20.
Orações, louvores e adoração cercam o trono de Deus, pois aquele que
derramou sangue na cruz comprou um reino de sacerdotes que reinarão sobre
a terra.
Portanto fique firme Naquele a quem suas orações estão sendo feitas,
reanime-se por esta viva esperança.
Lembre-se sempre: O túmulo está vazio, porém o trono está ocupado.
“Áquele que está assentado no trono e ao Cordeiro sejam o louvor, a honra,
a glória e o poder, para todo o sempre!”.

Sobre Comunidade Moriah

Seja bem vindo! Você acessou a página da Comunidade Moriah, uma Comunidade Cristã dedicada a viver e propagar a mensagem do Evangelho sem barganhas, em um espírito de humildade, sinceridade, moderação e amor. Aqui você poderá ficar por dentro de nossas atividades e conferir algumas das mensagens que têm sido ministradas entre nós. Esperamos que elas possam abençoar a sua vida tanto quanto nos têm abençoado!
Esse post foi publicado em Pregações. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s