COMUNHÃO

  1. RECAPITULANDO ÚLTIMO CULTO 

Comentando do encontro de oração que ocorreu na terça, o Pr. Edgar disse para “não orarmos por orar, não virmos ao culto por vir, mas estarmos presente na oração e no culto.”

 

  1. PORQUE A GENTE SE REUNE ?

Com isso em mente, eu gostaria de convida-los para lermos juntos a palavra de Deus.

E consideremo-nos uns aos outros para incentivar-nos ao amor e às boas obras.

Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas encorajemo-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia. (Hebreus 10:24,25)

Muitas são as pregações que falam sobre a apostasia e sobre desigrejados. Mas hoje eu gostaria de falar de uma outra perspectiva, e trazer a reflexão sobre o porquê a gente se reúne.

Eu entendo que, quando a gente reflete sobre o porquê a gente se reúne, a gente consegue entender por que algumas pessoas não se reúnem, e consegue sondar algumas faces do nosso coração.

Então, porque a gente se reúne ?

 

2a. OUVIR O EVANGELHO

Alguns dirão que a gente se reúne para ouvir o evangelho, enquanto que, outros dirão que não se reúnem porque já conhecem o evangelho. 

Ok mas, o que é o evangelho ?

O evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê (Romanos 1:16,17). O evangelho é uma boa nova que diz que Deus veio ao nosso encontro, através do filho para se reconciliar conosco e fazer de nós novas criaturas, a imagem e semelhança de Cristo. (2 Co 5:17-21 e João 17:3) 

Então, se você já conhece este evangelho e diz que se reúne para ouvir o evangelho, que evangelho você procura escutar hoje ? É o único evangelho verdadeiro e já conhecido ou é algum “novo” evangelho ?

Sabe irmãos, o desejo de ouvir o evangelho é muito bom mas, cuidado irmão com o desejo de ouvir novidades.

Na carta aos Gálatas, Paulo adverte o fato deles terem ouvido e aceitado outro evangelho. E conclui falando que ele não busca agradar aos outros, mas pregar o evangelho (Gálatas 1:6-12).

E, para Timóteo, Paulo disse que virá o tempo em que alguns não suportarão a sã doutrina mas, pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos. Paulo conclui falando que estas pessoas se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos (2 Timóteo 4:2-4).

Irmãos, se o seu objetivo é ouvir novamente o evangelho verdadeiro que você já aprendeu, amém, mas cuidado se o seu objetivo ao se reunir é ouvir novidades sobre o evangelho. Não tem outro evangelho além daquele que você já conhece.

 

2b. OUVIR A PALAVRA DE DEUS

Outra coisa que muitos dizem é que se reúnem para ouvir a palavra de Deus. Argumento também utilizado por aqueles que não se reúnem, justamente por já conhecem a palavra de Deus.

Mas, o que a palavra de Deus diz ?

A palavra de Deus diz que não devemos ser somente ouvintes, mas praticantes da palavra (Tiago 1:22). 

Quer ver um exemplo ? Sabe o que Nicodemos e o jovem rico tem em comum ? Ambos elogiavam Jesus, conheciam a palavra de Deus, gostavam de ouvir a palavra de Jesus mas, não seguiam a Cristo.

Nicodemos estava elogiando Jesus, mas Jesus já avisa: “Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo”. (João 3:3)

E depois ainda fala que a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas e não a luz. Ou seja, ele falou para Nicodemos, não adianta você me procurar a noite as escuras, é preciso que a sua luz brilhe diante dos outros. Se você realmente me reconhece como o messias, que seja público e sincero este seu amor por mim. 

Nicodemos, é preciso nascer de novo para que o seu velho homem morra e um novo homem, despreocupado com o nome e a posição que hoje você tem, nasça.

Já para o jovem rico, que conhecia e seguia as escrituras, Jesus fala, você quer ser perfeito, deixa eu ser senhor do seu coração (se desapegue de tudo) e me segue (Lucas 18:18-25).

Sabe irmãos, muitas pessoas querem ouvir a palavra de Jesus, mas poucas são os que querem segui-lo.

Aliás, o próprio Jesus, em diversos outros trechos deixou isso claro. Um exemplo disso é quando Jesus contou a história do prudente e do sensato (Mateus 7:24-29). Jesus estava concluindo o seu extenso discurso do sermão do monte, e ele encerra com esta história sobre a importância de se aplicar tudo aquilo que o mestre havia compartilhado com eles.

Irmãos, Jesus não é um palestrante ou um contador de histórias, e o nosso objetivo ao se reunir não pode ser só ouvir a palavra.

Se o seu objetivo ao se reunir é ouvir a sua palavra, Jesus não quer ouvintes, mas cristãos que o priorizem e o sigam.

 

2c. REVELAÇÕES

Algumas pessoas também se reúnem para obter revelações e estes, tem a sensação que em certos locais ou em certas ocasiões, como os nossos encontros, é mais propício para revelações. 

Quer saber o problema de se reunir somente para obter revelações ? Caímos no mesmo erro de Adão e Eva que queriam ganhar um entendimento que não era para eles e que queriam que os olhos deles se abrissem para uma realidade que não era a deles.

O erro é termos pessoas que se reúnem para buscar respostas, ainda que Deus não queira falar. O erro, é termos pessoas que buscam revelações maiores, quando nem mesmo conseguem lidar com o que já tem.

Em um dos últimos capítulos de Deuteronômio, Moises, antes de morrer e após anunciar toda a torá, disse que devemos nos atentar em viver aquilo que ouvimos ao invés de correr atrás de revelações.

As coisas encobertas pertencem ao Senhor, ao nosso Deus, mas as reveladas pertencem a nós e aos nossos filhos para sempre, para que sigamos todas as palavras desta lei. (Deuteronômio 29:29)

Irmãos, se o seu objetivo ao se reunir é ter uma revelação de Deus, procure na palavra dele o que já foi revelado antes, pois muito provavelmente a resposta já está lá. A Bíblia possui diversas histórias, de diversas pessoas em diversas situações e ela funciona como um espelho do que nós somos e fazemos, e de como Deus tem tido paciência para conosco.

 

2d. RECEBER: ALIMENTO, CURA & MILAGRES

Continuando na nossa busca sobre o porquê nos reunimos, alguns dirão que se reúnem para buscar curas e milagres. Lícito, pois até na época de Jesus, as pessoas iam ao encontro de Jesus buscando curas e milagres. Mas o que será que Jesus pensava sobre isso ?

Jesus sabia que, se as pessoas não vissem milagres, não creriam, mas o seu propósito nunca foi alimentar o povo com comida, ou curar o corpo ou realizar milagres. Aliás, chega um determinado ponto do evangelho em que Jesus havia alimentado a multidão e passa para o outro lado do mar. As pessoas, ao perceberem que Jesus tinha ido para lá, foram atrás e, ao encontrarem Jesus, este lhes diz para não o buscarem pela comida que estraga, mas pelo alimento vivo que é Ele e sua palavra (João 6:25,27).

Também no novo testamento, temos o caso do povo reclamando que algumas viúvas recebiam menos na distribuição diária do alimento. A isso, Pedro deixou claro que o ministério da palavra era maior que o ministério da distribuição de alimento e pediu que escolhessem 7 pessoas que ajudassem com esta tarefa enquanto o ministério da palavra prosseguia (Atos 6:1-4).

Irmãos, se eu me reúno somente para receber, talvez eu não tenha entendido o propósito de Cristo, pois a palavra diz que há maior felicidade em dar do que em receber (Atos 20:29-35).

 

2e. ADORAR A DEUS EM COMUNIDADE

E, por último, alguns dirão que se reúnem para adorar a Deus em comunidade, do mesmo modo que alguns dizem não se reunir por não se sentirem acolhidos.

Como nós temos adorado a Deus em comunidade ? Ou, como temos sido comunidade ?

Sabe irmãos, se a nossa adoração em comunidade se resume a eu estar louvando ou orando aqui, e ser indiferente ao meu irmão, qual a diferença entre ouvir o evangelho aqui ou escutar uma mensagem no rádio ou na internet ? Qual a diferença entre louvar aqui ou no meu quarto ?

Se viver em comunidade é desconhecer quase que completamente o outro, então nós não somos corpo, mas somos estranhos.

Ter a família toda servindo ao senhor é uma benção mas, um dos desafios que nós temos quando membros da igreja são também membros da minha família é entender que o corpo de Cristo vai além dos laços familiares.

Não sem razão que Jesus por diversas vezes falou para abrirmos a mesa para aqueles que hoje não se sentam conosco e para amarmos e saudarmos até mesmo aqueles que não são nossos familiares (Mateus 5:46-48).

Foi Jesus mesmo quem também disse que todo aquele que fizer a vontade do Pai é sua família (Mateus 12:46-50).

Novamente, se eu desconheço a dor do outro, se eu desconheço as alegrias do outro, ou se eu simplesmente não me importo com o outro, eu não sou corpo, eu sou colega de igreja.

 

  1. A IGREJA SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS

Mas Deus não nos deixou órfãos de respostas e boas referências. Quer ver na Bíblia reuniões segundo o coração de Deus ?

 

Os que aceitaram a mensagem foram batizados, e naquele dia houve um acréscimo de cerca de três mil pessoas.

Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações.

Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos.

Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum.

Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade.

Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos. (Atos 2:41-47)

E o legal da Bíblia é que, quando algo é importante, a Bíblia fica repetindo para ver se a gente aprende de uma vez por todas. Então o livro de Atos fala novamente:

Da multidão dos que creram, uma era a mente e um o coração. Ninguém considerava unicamente sua coisa alguma que possuísse, mas compartilhavam tudo o que tinham.

Com grande poder os apóstolos continuavam a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus, e grandiosa graça estava sobre todos eles.

Não havia pessoas necessitadas entre eles, pois os que possuíam terras ou casas as vendiam, traziam o dinheiro da venda e o colocavam aos pés dos apóstolos, que o distribuíam segundo a necessidade de cada um. (Atos 4:32-35)

Não é de se espantar que o povo tinha bom testemunho deles, que o Senhor operasse maravilhas e que a quantidade daqueles que criam só crescia.

Aqueles que estavam de fora, olhavam para dentro e viam um povo diferente e almejavam para si aquela unidade, aquela bondade, aquele amor, aquela alegria, aquela esperança.

Eles se encontravam todos os dias, e não era somente no templo, mas também nas casas. E não se encontravam porque o líder religioso chamava para se encontrar, mas porque eles tinham alegria de se reunir, alegria do Espirito Santo de ver o corpo de Cristo reunido.

 

  1. MEIOS HUMANOS PARA SE REUNIR: TEMAS

Sabe irmãos, se não bastasse termos igrejas procurando meios humanos de simular manifestações do Espírito Santo no nosso meio, agora também estamos procurando meios humanos de reunir as pessoas. E o que eu mais tenho visto são encontros temáticos.

Quer reunir adultos ? Proponha um encontro temático sobre problemas financeiros, problemas na família (filhos e cônjuge) ou problemas de saúde, as pessoas aparecem. 

Quer reunir Jovens ? Proponha encontros que falem de sexo e namoro e a fila dobra a esquina.

Até quando os temas vão nos guiar mais para as reuniões do que Deus ?

Irmãos, é triste saber que na igreja de hoje nós temos diversas pessoas legais, pessoas que são ótimos colegas para entretenimento e pessoas de boa índole, mas pessoas que perderam Deus de vista e que, dificilmente caminham juntos quando se trata de ser corpo de Cristo. 

 

  1. NÓS AO INVES DE EU

Não, o caminho para a união não é agradar as pessoas com temas interessantes ou bons pregadores ou músicas. A saída é Deus, pois só ele pode nos transformar para trocar o eu por nós.

Sabe o que todos estes pontos que eu listei anteriormente tem em comum ? São centrados em mim.

  • Eu me reúno para ouvir o evangelho
  • Eu me reúno para ouvir a palavra de Deus
  • Eu me reúno para obter revelações
  • Eu me reúno para receber curas e milagres

Sabe o que Jesus pregava e a igreja primitiva tinham em comum ? Nós ao invés de eu.

Quando Jesus foi nos ensinar a orar, ele disse que o Pai é nosso, o pão é nosso, os pecados são nossos e livra-nos do mal (Matesu 6:9-13)

Quando Pedro estava pregando a comunidade no dia de Pentecostes, o povo perguntou “o que faremos ?” (Atos 2:37)

 

  1. FECHAMENTO

Sabe irmãos, o livro de Atos é um livro fantástico para a igreja. Este livro é a revelação de Deus sobre como um povo se torna corpo de Cristo num mundo caído, sem outros homens de Deus como referência e sem ver a Deus.

Até o primeiro capítulo de Atos, Jesus ainda estava visivelmente com os apóstolos, mas depois o caminhar foi pela fé e com o Espírito Santo. 

É Deus nos falando que, sim, é possível sermos corpo de Cristo ainda que não tenhamos Cristo visível aos nossos olhos. 

Sim, é possível sermos corpo de Cristo, ainda que não tenhamos mais uma Leis e regras que nos obriguem a nos reunirmos. 

Sim, é possível sermos corpo de Cristo, ainda que fora das 4 paredes do templo, pois Deus não se restringe a templos feito por mãos humanas. 

Sim, é possível sermos corpo de Cristo, ainda que o mundo tenha me doutrinado no individualismo e egoísmo.

Sim, é possível sermos corpo de Cristo, ainda que nossa vida esteja corrida. 

Sim, é possível sermos corpo de Cristo, ainda que já conhecedores da palavra de Deus e crentes do evangelho.

Sim, é possível sermos corpo de Cristo, ainda que, ao invés de buscar milagres, curas e revelações, nós sejamos instrumentos de Deus neste mundo.

Se a gente tem fé que Deus não mudou e, o mesmo Deus que atuava no passado atual igualmente hoje, e, se temos fé que ele pode nos curar e realizar milagres hoje, assim como fazia no passado, porque então não acreditamos que a igreja de hoje possa ser transformada para ser como foi um dia ?

Que a gente possa clamar pelo Espirito Santo de Deus para que ele nos dê a unidade em toda e qualquer situação.

Sobre Comunidade Moriah

Seja bem vindo! Você acessou a página da Comunidade Moriah, uma Comunidade Cristã dedicada a viver e propagar a mensagem do Evangelho sem barganhas, em um espírito de humildade, sinceridade, moderação e amor. Aqui você poderá ficar por dentro de nossas atividades e conferir algumas das mensagens que têm sido ministradas entre nós. Esperamos que elas possam abençoar a sua vida tanto quanto nos têm abençoado!
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s