TRONO DE ADORAÇÃO

hqdefault

Apocalipse 4 – 5

O que será que uma pessoa que passa na porta de uma igreja pensa a respeito do que estamos fazendo dentro da igreja?

Elas passam e olham um grupo de pessoas cantando musicas desconexas. Alguns cantam fora do tom, alguém lendo um livro antigo e fazendo comentários desta leitura.

O que é e para que serve tudo isto? Parece algo sem sentido algum para quem está do lado de fora da igreja.

Mas, o pior é quando as pessoas que estão do lado de dentro da igreja não sabem ou ignoram o que elas estão fazendo dentro de uma igreja.

A igreja se reúne para adoração. Adoração é um ato de atenção ao Deus vivo e verdadeiro que governa, fala, revela, cria e redime, ordena e abençoa.

E o centro de toda a adoração da igreja é Jesus Cristo O Senhor que está assentado em um trono de glória.

Por isto não podemos negligenciar ou desprezar o ato de adoração. Estamos reunidos aqui para adorar ao único que digno de receber adoração. Jesus Cristo, o cordeiro de Deus.

Vejamos… A mensagem aos crentes da igreja de Laodicéia foi severa e acusadora. A aparência daqueles crentes era de miserável, digno de compaixão, pobre, cego e que estava nu.

A porta da igreja estava fechada para Jesus. Uma porta, apenas uma porta separa o povo da comunhão e da adoração a Jesus.

Jesus bate a porta, ele deseja entrar, cear e participar de uma gloriosa comunhão de adoração com o seu povo.

Mas, o que João vê agora? Ele olhou e viu uma porta aberta. (1). Quando a igreja abre a porta para Jesus entrar, a porta do trono de Deus se abre e revelações acontecem para a igreja.

Perceba, João se viu tomado pelo Espírito e através daquela porta viu Jesus assentado em um trono do qual saíam relâmpagos, vozes e trovões. Tribos, línguas, nações e raças adoravam ao que está assentado no trono.

Vejamos que a adoração é centralizadora. O trono é a revelação suprema de toda escritura.

Portanto, a adoração é um encontro que visa a levar nossa vida a ser centralizada em Deus em não em nós.

Ao redor do trono estavam outros vinte e quatro tronos.

Neles havia 24 anciãos. Eles estavam vestidos de branco e na cabeça tinham coroas de ouro que eram lançadas diante do trono enquanto adoravam.

12 tronos representam as tribos hebraicas e 12 tronos representam os apóstolos. O novo e o velho, a profecia e o cumprimento da profecia, tudo exalta o nome de Jesus.

Ao redor do trono também havia quatro seres viventes.

As quatro criaturas são aspectos da criação. O mais nobre (leão), mais forte (boi), mais sábio (humano) e o mais ágil (águia). Todos estão centrados em Deus.

Entendemos então que toda a criação louva a Deus.

Tudo o que tem fôlego louva a Deus.

O natural e o sobrenatural, criação e aliança, anciãos e animais, o antigo e o novo, todos reunidos em um culto de adoração ao que está assentado no trono.

A aparência daquele que estava assentado no trono era semelhante a pedras preciosas. (jaspe e sardônico). Um arco Iris parecendo uma esmeralda circundava o trono.

A adoração é como uma pedra preciosa que revela todas as cores da luz que está em nosso interior e revela um estilo de vida.

Em meio a toda essa glória, João percebe que há um livro selado e que “não havia ninguém, nem no céu e nem na terra nem debaixo da terra, que pudesse abrir o livro.

Então João começou a chorar muito ao ver esta cena.

Mas as lágrimas de João cessam no momento em que O Cordeiro pega o livro. Um ancião vem e diz para João: “Não chore!”. Eis que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e seus sete selos.

Quando Jesus pega o livro começou um grande som com harpas, taças de ouro, incenso orações e louvores, Voz de milhares e milhares de anjos rodeavam o trono.

Adoração é pregação. Abrir o livro, ler o evangelho, mentes esclarecidas pelo poder da palavra convida o mais vil pecador ao arrependimento e viver uma vida gloriosa ao lado do trono de Jesus.

Adoração com cânticos e palavra ensinada. Então os céus se manifestam e a glória de Deus enche toda a terra trazendo salvação em suas asas.

Percebam algo importante: Há cânticos por toda parte das Escrituras. Cânticos ressoam por todo a apocalipse e estabelecem o padrão da adoração.

O primeiro cântico adora a essência de Deus: “Santo, santo, santo é o Senhor, O Deus todo-poderoso, que era que é e que há de vir. (4: 11).

O segundo conecta a nossa resposta de adoração a bondade de Deus. “Tu, Senhor e Deus nosso és digno de receber a glória, a honra e o poder, porque criaste todas as coisas, e por tua vontade elas existem e foram criadas” (4: 22).

O terceiro cântico se dirige a Jesus, o cordeiro de Deus.

“Tu és digno de receber o livro e abrir os seus selos, pois foste morto e com teu sangue compraste para Deus gente de toda tribo, língua, povo e nação. Tu os constituíste reino e sacerdotes para o nosso Deus e eles reinarão sobre a terra. (5: 9,10).

O quarto cântico é cantado por uma multidão incontável de anjos. “Digno é o cordeiro que foi morto de receber poder, riqueza, sabedoria, força, honra, glória e louvor” (5: 12).

O quinto cântico reúne todas as criaturas existentes no céu e na terra. “Aquele que está assentado no trono e ao cordeiro sejam o louvor, a honra, a glória e o poder para todo o sempre!”. (5: 13).

Quem adora, canta. A adoração suscita respostas profundas de um coração agradecido.

A palavra final na adoração é amém.

Este é o amém (assim seja ou apenas sim) afirmando nossa adoração.

O convite desta visão de João é para a igreja se render em adoração a Jesus, fazendo-se assim um grande ensaio daquilo que vamos ver e fazer juntos ao trono de Jesus.

A igreja precisa de uma adoração centrada na pessoa de Jesus Cristo. Somente a adoração muda nosso estilo de vida.

As sete igrejas estavam distantes da realidade da adoração. E Jesus mostra um vislumbre de como deve ser a adoração e convoca a igreja para adorar.

A porta do trono de adoração está aberta para entrarmos e adorarmos aquele que venceu. Jesus Cristo o Senhor.

Não existe melhor natal do que celebrar o nome daquele que é digno de receber toda a adoração. Jesus Cristo o Senhor.

Sobre Comunidade Moriah

Seja bem vindo! Você acessou a página da Comunidade Moriah, uma Comunidade Cristã dedicada a viver e propagar a mensagem do Evangelho sem barganhas, em um espírito de humildade, sinceridade, moderação e amor. Aqui você poderá ficar por dentro de nossas atividades e conferir algumas das mensagens que têm sido ministradas entre nós. Esperamos que elas possam abençoar a sua vida tanto quanto nos têm abençoado!
Esse post foi publicado em Pregações. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s