A VOZ DO ESPÍRITO E A IGREJA (TIATIRA)

1

Tiatira era mais uma igreja na situada na região da Ásia. Esta cidade não possuía um grande legado político, mas era uma cidade industrial e grande centro comercial.

A primeira federação da indústria e comércio foi fundada em Tiatira. Sem estar inscrito nesta federação ninguém comercializava nada.

O grande problema desta igreja não estava na cidade, ou sofrendo perseguição. O perigo era dentro da igreja mesmo.

Éfeso era uma igreja prudente na palavra, porém sem amor. Pérgamo vendia a alma para fazer acordos com o poder. E Tiatira, como podemos defini-la? Como uma igreja tolerante demais.

Jesus se apresenta a esta igreja como sendo o filho de Deus. É com se Jesus dissesse: Quem está falando com vocês é o filho de Deus. Aquele que tem os olhos de fogo e os pés de bronze.

Em uma cidade industrial, eles sabiam exatamente o que isto significava. Com fogo se faz a fundição de metais e Jesus se apresenta como aquele que conhece e funde mentes e corações.

Jesus conhece aquela igreja. Uma igreja marcada pelo amor, pela fé e pela perseverança.  Havia confiança em Deus e todos trabalhavam muito naquela igreja.

Não somente trabalhavam desde a sua fundação, mas trabalhavam muito mais agora. Era uma igreja em franco desenvolvimento e ativa em seu crescimento.

Mas então o que há de errado em uma igreja assim?

O erro desta igreja era ser boa demais. Era muito amor que aquela igreja estava praticando e Jesus exorta aquela igreja pelo amor demais que ela possuía.

Mas, amar? Isto pode ser um problema? Calma, não vamos tirar conclusões precipitadas antes de eu terminar toda alinha de raciocínio.

Tiatira se tornou uma igreja inclusiva. Eles eram tão bons, tão legais, tão simpáticos, tão carismáticos, que se tornaram uma igreja permissiva.

Amor permissivo = Permissivo = Quem aceita comportamentos que outros reprovariam. Tolerante, indulgente.

Mas umas das marcas da igreja não é o amor? Sim, mas quando este amor extrapola o entendimento da verdade, se torna um sentimento promiscuo.

Mas a igreja não deve ser tolerante? Sim, precisamos ser tolerantes e misericordiosos, perdoar setenta vezes sete. Afinal o amor cobre multidão de pecados.

Mas nesta igreja o amor perdeu o parâmetro de amor. A igreja se tornou tolerante demais para com o pecado.

A igreja de Tiatira se tornou tão permissiva que toleravam uma mulher, uma falsa profetiza a qual Jesus a comparou com Jezabel, mulher de Acabe no velho testamento.

Foi Jezabel quem introduziu em Israel o culto pagão a Baal e misturou religião com prostituição. Religião com promiscuidade e religião com idolatria.

Jezabel estava induzindo os servos de Deus ao pecado. E Acabe seu marido se tornou tolerante a isto.

Acabe era Rei em Israel, um homem com um coração bom, mas que foi corrompido pelos ensinamentos de Jezabel a qual mandou matar os profetas de Deus.

Certo dia Elias reúne todos os profetas de Baal no monte Carmelo eles oravam pedindo a baal que o fogo descesse, mas quando Elias reconstruiu o altar de Deus, orou, e o fogo desceu.

Depois Elias mandou matar todos os falsos profetas.

A igreja precisa Daquele que tem olhos de fogo e purificar os altares que foram destruídos.

A tolerância que Jezabel pregava era a liberdade sexual e seus sacerdotes se tornaram escravos desta liberdade.

Vejam a exortação de Jesus: “Você tolera Jezabel, aquela mulher que se diz profetisa. Com seus ensinos ela induz os meus servos à imoralidade sexual e a comerem alimentos sacrificados aos ídolos” (20).

Vejam que o lobo não estava do lado de fora da igreja, mas dentro da igreja, enrustido dentro da igreja e ensinando práticas com aparência de amor e piedade, porém, abomináveis a Deus.

O argumento do ensino era que os cristãos precisavam conhecer os profundos segredos de satanás. Ou seja, você não consegue vencer satanás se não conhecer por experiência própria.

Esta prática também foi ensinada no meio da igreja através do tema “Batalha espiritual e Mapeamento espiritual” para derrotar o inimigo.

Introduziram conceitos de mercado como o livro A Arte da Guerra de Sun Tzu, onde ele ensina que para vencer o inimigo é preciso conhecê-lo.

Jesus nunca ensinou isto. Ensinou que satanás é mentiroso, pai da mentira, enganador e que se transforma em anjo de luz. Ele veio para roubar, matar e destruir, isto já sabemos e é tudo o que precisamos saber sobre ele.

Jesus ensinou que precisamos é conhecê-lo e amá-lo com todo a nossa força, com toda nossa mente e com todo o nosso entendimento.

Paulo orava para que os cristãos tivessem seus olhos iluminados, para conhecermos as riquezas da sua gloria e a incomparável grandeza do seu poder para conosco. (Ef. 1: 18 – 20).

Tiago nos diz que devemos nos submeter a Deus e resistir ao diabo de ele fugirá de vós.

A igreja que conhece a Deus, ela ora, o altar é reconstruído e o fogo desce e destrói todo intento de satanás.

Vejamos como Jesus age nesta igreja:

Jesus não é tolerante com a igreja, mas paciente.

Jesus não tem prazer na morte do ímpio. Ele não quer que ninguém se perca. Por isto ele chama a igreja ao arrependimento.

Jesus diz: “Dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua imoralidade sexual, mas você não quer se arrepender”. (21).

Jesus está nos dando um tempo para que tenhamos mudanças, arrependimento sincero. Jesus dá um tempo para que a gente caia sem si, recupere o juízo e veja os conceitos errados que estamos vivendo.

A igreja não pode se tornar cúmplice do pecado. Precisamos dar um tempo para que pecadores venham a se arrepender… Mas não podemos mais ser tolerantes.

Mas, (existe um, mas aqui)… Ela não quer se arrepender!

Era uma decisão que só cabia a ela… Mas ela não quer, pelo contrário, partiu para o enfrentamento. Tornou-se resistente a voz do Espírito Santo.

Cuidado! Nunca despreze o tempo da oportunidade. Não feche a porta da graça de Deus com suas mãos.

Jesus tem uma palavra condenatória para todos aqueles que insistem em viver com este espírito de Jezabel:

Vou fazê-la adoecer: Em outra tradução diz que a colocará em uma cama. Afinal é de cama que ela gosta.

Muitas pessoas sofrem por não se arrependerem dos seus pecados. Sabem que estão pecando, mas não desejam abandonar o pecado.

“Matarei os filhos dessa mulher”.

Os filhos aqui devem ser entendidos como os filhos espirituais, discípulos que ela gerou e que se tornaram malignos por se tornarem seduzidos pelo erro, pelo engano, pelo ensino permissivo desta cultura.

Vejamos: As pessoas vão fazendo do seu estilo de vida uma ideologia e uma doutrina para a igreja. A igreja vai achando que tudo gera em torno do “amor”.

Então a igreja vai se tornando uma igreja inclusiva.

E existe uma diferença enorme entre igreja inclusiva e igreja acolhedora.

Uma igreja inclusiva aceita qualquer pessoa em sua liderança… Uma igreja acolhedora acolhe qualquer pessoa para que ela conheça a palavra da verdade e se arrependa. E ainda dá tempo para que essa pessoa se arrependa.

Existem muitas pessoas legais na igreja, mas que na área afetiva estão embaralhadas. Existe uma desconstrução afetiva e ela vai ter problemas imensos na área relacional. Esta pessoa se torna adoecida.

Não podemos transformar o nosso pecado em doutrina para seduzir outros a fazerem o mesmo.

O problema da igreja é que Tiatira estava querendo ser mais bondosa do que Deus, não repreendendo o pecador para que se arrependa.

O salário do pecado é a morte. O pecado é uma fraude que oferece prazer a acaba em desgosto. Satanás é um estelionatário, promete vida e paga com morte.

Jesus diz a igreja: “Não porei outra carga sobre vocês”.

A única coisa que Jesus quer desta igreja é que ela deixe de ser tolerante demais com este espírito de Jezabel.

O tempo de arrependimento está se acabando.

Agora se apeguem com firmeza ao que vocês têm, até que eu venha.

Uma igreja que resiste à tentação, Jesus promete dar autoridade sobre as nações.

Jesus também nos promete a estrela da manhã. Esta estrela é aquela que sai antes do nascer do sol, rompendo a escuridão da noite.

Jesus é aquele que rompe com as trevas e nos trás a luz de sua palavra para que nasça um novo dia em nós todos os dias.

Assim como a noite espera pelo dia, esperamos Jesus manifestar a sua graça salvadora todos os dias.

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.

Sobre Comunidade Moriah

Seja bem vindo! Você acessou a página da Comunidade Moriah, uma Comunidade Cristã dedicada a viver e propagar a mensagem do Evangelho sem barganhas, em um espírito de humildade, sinceridade, moderação e amor. Aqui você poderá ficar por dentro de nossas atividades e conferir algumas das mensagens que têm sido ministradas entre nós. Esperamos que elas possam abençoar a sua vida tanto quanto nos têm abençoado!
Esse post foi publicado em Pregações. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s