A VOZ DO ESPÍRITO E A IGREJA

2956d3f4ef9b572

Apocalipse 2: 1 – 7

Da mesma forma que o Espírito de Deus se movia sobre a face do abismo, assim também ele continua se movendo sobre a igreja.

Mesmo a igreja sendo um lugar de pecadores, arrependidos ou não, O Espírito de Deus ainda passeia pela igreja para resgatá-la para si.

Notem que Jesus não esconde os erros e pecados da igreja, mas Jesus exorta a igreja para corrigir estes pecados para que se cumpram as promessas.

Jesus deseja resgatar uma igreja pura, santa, verdadeira, imaculada, lavada e remida por seu sangue.

A igreja é o lugar onde vamos descobrir o que estamos fazendo certo – um lugar de afirmação e elogio.

Mas também a igreja é o lugar onde vamos descobrir o que estamos fazendo de errado – lugar de correção e exortação.

Existe um tripé espiritual para a igreja: “Um processo de afirmação e encorajamento, correção ou exortação e promessa”.

A igreja é ainda um lugar onde Jesus ainda insiste em chamar pecadores e injustos ao arrependimento.

A igreja é um lugar onde estamos sendo moldados, transformados dia a dia através da voz do Espírito Santo que sopra sobre a igreja.

Cada igreja possui uma identidade própria, assim como cada um de nós. E o Espírito Santo tem uma palavra para cada um também.

Jesus começa dizendo que “conhece” a igreja. Jesus nos conhece, Ele nos vê, conhece nosso coração e até mesmo o nosso pensamento.

Então, não adianta cenário, máscaras, fingimento, hipocrisia.  Ele sonda o nosso interior, Ele sabe quem você é!

Quando falamos “igreja” não gostaria que pensássemos apenas como comunidade, mas você sendo esta igreja no pessoal.

Qual é o elogio que Jesus faz para esta igreja? (o que ela tem de bom).

Era uma igreja comprometida com a doutrina (ensino), fiel à palavra e que coloca à prova aqueles homens maus que diziam serem apóstolos.

Esta igreja comparava o ensino, colocava à prova com a palavra, descobria o engano contido dentro daquele ensino e os dissipavam.

Era também uma igreja altamente envolvida com a obra de Deus. Perseverante mesmo em meio às tribulações.

Era uma igreja engajada e não uma igreja de meros espectadores.

Perceba que parece uma igreja onde não falta nada. Ela é cheia de discernimento e não tolera o relativismo sobre qualquer aspecto.

Ela não negocia os princípios da verdade, discerne, prova e agüenta a pancada e fica firme.

Esta igreja ainda por cima tinha algo que Jesus admirava: Ela odiava a prática dos nicolaítas, como Jesus odiava também.

Nicolaítas: Dominadores do povo – Influenciador de pessoas – Conquistador de pessoas.

O ensino e práticas nicolaítas é meio camaleão. Muda de forma, de cara e de cor muitas vezes e continua vivo entre nós.

Poderíamos afirmar que a prática dos nicolaítas nos nossos dias são as “ideologias” que influenciam as nossas vidas.

Ideologias de gênero… De esquerda… De direita… Ideologias fascistas…  Ou marxistas… Ideologias feministas ou machistas.

Ou seja, qualquer “tipo” de ideologia que toma a nossa mente e o nosso coração, a isto devemos odiar, pois isto também Jesus odeia.

Deus abomina irmão que causa este tipo de divisão no corpo. Deus abomina quem causa intrigas e contendas por causa de ideologias.

Se você tiver uma ideologia, tome cuidado para ela não sair dividindo e nem criando intrigas e contendas.

Você poderá até chamar esta ideologia como “minha verdade”, mas ela vai se mostrar como sendo a sua maior mentira.

Por que Jesus odeia estas práticas? Porque elas nos roubam da presença de Jesus. Nosso coração acaba não se tornando inteiramente Dele.

Mas estejam atentos para algo muito importante: Isto não pode e não deve ser um estímulo a sairmos por aí odiando pessoas.

Devemos odiar uma idéia contrária a Jesus, mas amar a pessoa que está possessa por esta idéia. Combatemos idéias e não pessoas.

Odiar o erro e o mal não é o mesmo que amar a Cristo e as pessoas.

Mas o quê uma igreja tão fervorosa como esta tinha de errado?

O que Jesus tem contra esta igreja? “Contra você, porém tenho isto: você abandonou o primeiro amor”. (4).

Ninguém acorda um dia e fala que vai abandonar a fé, a igreja e Jesus.

NÃO! Isto de dá de forma gradual. Esta malignidade não cai sobre nós de uma vez, ela vai evoluindo, evoluindo…

Aquela igreja (pessoa) estava cheia de conhecimento e discernimento a tudo o que estava acontecendo a sua volta, porém esqueceu-se de guardar o próprio coração.

Jesus nos pede para vigiarmos e orarmos – Um olho para o lado de fora e outro para o lado de dentro.

Abandonamos o primeiro amor quando examinamos os outros e não examinamos a nós mesmos.

O que é o primeiro amor?

É ter o amor como cauda de tudo. É onde tudo começa, só com amor, com paixão, com fogo, com vontade de ser uma pessoa de Deus. De servir a Deus apenas pelo que Ele fez em nós.

Mas com o passar do tempo, vamos vendo os erros, os pecados da igreja, das pessoas e os nossos e vamos nos esfriando… Isto nos torna doente.

Como esta doença é curada?

Lembre-se de onde caiu!

Lembre-se como era puro o seu amor por Jesus, trás a memória aquela pureza de ser de Deus, de amar a Deus. Lembra quando o Senhor era a tua maior herança.

Lembra como você era e o que Jesus fez de onde ele te tirou. Lembra que você não tinha nada e Ele te deu novas esperanças… Lembra?  

 Como este doença é curada?

Mudando a mente e o coração – Arrependimento é mudança de mente – “metanoia” – Muda a tua cabeça.

Isto significa sair de mim mesmo para voltar para ele outra vez. É desejar que a chama do Espírito Santo queime novamente o coração e a alma.

É ficar salvo de ensinamentos ideológicos e olhar outra vez para Jesus dizendo: “Senhor eu não tenho nada, senão somente a ti”.

Isto é muito importante, pois existe um “se não”.

“Se não se arrepender, virei a você… E tirarei o seu candelabro”.    

Isto prenuncia uma visitação divina. Um julgamento imediato.

O candelabro foi feito para brilhar. Ele não é a luz, mas carrega a luz.

Triste coisa é não carregar mais a luz de Jesus em nossas vidas. É quando a luz que há em ti forem trevas e que grandes trevas serão. Mt. 6: 22, 23.

Você já pensou em uma # você não?

Existe uma promessa viva para a igreja que ouve a voz do Espírito de Deus.

No meio da igreja sempre vai existir um remanescente fiel. Esses são os vencedores.

Eles se alimentarão da árvore da vida. Eles se alimentarão de Jesus e serão saciados por toda a sua vida.

Isto é uma promessa para todos aqueles que deseja continuar firmes e perseverantes em andar com Jesus.

Vamos nos assentar a mesa com Jesus e desfrutar da vida eterna.

Ouça o que o Espírito diz a igreja!

 

Sobre Comunidade Moriah

Seja bem vindo! Você acessou a página da Comunidade Moriah, uma Comunidade Cristã dedicada a viver e propagar a mensagem do Evangelho sem barganhas, em um espírito de humildade, sinceridade, moderação e amor. Aqui você poderá ficar por dentro de nossas atividades e conferir algumas das mensagens que têm sido ministradas entre nós. Esperamos que elas possam abençoar a sua vida tanto quanto nos têm abençoado!
Esse post foi publicado em Pregações. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s