CONTINUAR OU DESISTIR

401399_177754515658388_147593625341144_229776_860548062_n

Lucas 5: 4 – 11

Na vida sempre vamos nos deparar com duas opções igualmente
desagradáveis: Continuar ou desistir.
Quando nos encontramos em uma situação assim, sempre acabamos
sofrendo pressões. Parece que estamos segurando aquele cabo de guerra.
Algumas situações puxam para um lado e outras para outro lado.
Desistir não é a pior escolha que às vezes fazemos.
Porém, desistir às vezes se torna a escolha mais sensata que fazemos.
A tomada de decisão de desistir é muito difícil, nem sempre queremos
fazer… Afinal brasileiro não desiste nunca.
Sempre pensamos no tempo que investimos no dinheiro investido, nas
pessoas envolvidas e no apego que temos com o que conquistamos.
O que você faria se estivesse dividido entre continuar ou desistir? Qual
destas opções parece ser boa para você?
Pedro teve que enfrentar esta difícil escolha.
Pedro era um homem comum, um simples pescador. Estava trabalhando,
ganhando seu sustento diário.
Certo dia Jesus entra em seu barco de pesca e começa a pregar. Depois de
falar a multidão pede para Pedro ir para as águas mais funda.
Pedro estava cansado, havia trabalhado o dia todo e não havia pegado
nada, mas obedece a Jesus e um grande milagre aconteceu… Pegaram muitos
peixes.
Pedro se assusta com tal acontecimento, reconheceu que aquele homem
que estava em seu barco não era uma pessoa comum.
Mas Jesus lhe disse: “Não tenha medo; de agora em diante você será um
pescador de homens… Ele deixou tudo e seguiu a Jesus”.
Ao ouvir o chamado de Jesus, Pedro não teve dúvidas, pois esta seria a
missão mais inspiradora que um homem poderia ter.
Vejam só: Jesus chamou Pedro simplesmente para andar com ele, ser
discípulo dele… Não para construir um grande negócio, uma mega igreja, ser
famoso e ganhar dinheiro.

Durante três anos Pedro andou com Jesus. Viu curas, milagres, mortos
ressuscitarem, vidas sendo transformados, o evangelho sendo vivido e um
novo reino sendo aberto.
Amados, creio que não existe momento melhor em nossas vidas quando
andamos com Jesus. Quando percebemos que Ele está conosco.
Viver ao lado de Jesus é algo gratificante. Nossas perspectivas aumentam e
somos mais felizes… Vivemos realizados.
Quem é que não fica entusiasmado quando tudo começa a dar certo,
quando vemos pessoas sendo transformadas por Jesus?
Certo dia, porém todos os seus sonhos foram por água abaixo… Judas, seu
amigo traiu Jesus e estragou todo seu plano de vida.
Jesus foi traído, preso e crucificado.
Pior, o próprio Pedro sentiu a pressão e negou que era seguidor de Jesus…
Negou aquele que um dia lhe dera uma direção para sua vida.
Certamente aquela foi à noite mais escura da sua alma. Uma lembrança
dolorosa… Uma experiência amarga.
Sim, conhecer a Jesus e depois o abandonar talvez seja a experiência mais
dolorida que podemos enfrentar.

Quem já teve uma experiência com Jesus e andou com Ele, sabe o como é
tenebroso viver agora longe Dele.
Pedro viu sua vida ruir, ficou desencorajado e não demorou muito para que
outros discípulos fizessem o mesmo.
Aquela experiência amarga de Pedro levou um pequeno grupo de pessoas
a desistirem também.
Sim, o desencorajamento é algo contagioso. Fique ao lado de pessoas
assim e você será a próxima vitima.
Podemos abandonar Jesus, mas Ele sempre vai querer nos trazer de volta.
Na esperança de esquecerem o tempo que viveram com Jesus, alguns
discípulos voltam ao mar, à pesca.
O evangelho de João capítulo 21 relata esta situação.
Retornaram a vida antiga, para aquilo que sabiam fazer… Passaram uma
noite inteira lançando redes… Mas não pegaram peixes.

Ouviram então uma voz dizendo para eles lançarem as redes do lado direito
de barco e pegaram muitos peixes.
Este episódio os fez lembrar quem era o homem que estava ordenando…
Era Jesus.
Quando se deu conta que era Jesus, Pedro dá um salto do barco, nadou até
a praia e foi de encontro a Jesus… Um silencio profundo se fez ouvir…
Comeram os peixes sem nenhuma palavra a ser ouvida.
Parece que Jesus chama Pedro em um canto e a só faz uma pergunta
inquietante: Pedro, você me ama?
A pergunta soa como se Jesus lembra-se Pedro do seu chamado: “Pedro, o
que eu pedi que você fizesse?”
Quando pensamos em desistir precisamos ouvir a voz de Jesus e nos
lembrarmos do nosso primeiro chamado: “O que Jesus pediu para fazermos?”
Creio que o nosso primeiro chamado foi para seguir Jesus, andar com Ele e
conhecê-lo… Deixar tudo e não olhar mais para trás.

Precisamos rever nossos fracassos e começar tudo de novo, pois somente
Jesus deve ser tudo aquilo que precisamos e tudo o que temos.
Quando pensamos que está tudo acabado e queremos desistir precisamos
urgentemente nos voltar para Jesus. Aliás, foi Jesus mesmo quem foi de
encontro a Pedro.
Precisamos nos voltar à palavra de Deus, meditar, orar, pedir ao Senhor
para sondar o nosso coração, contar os nossos maiores desejos e anseios,
nossas frustrações.
Gosto muito da resposta que Pedro deu a Jesus em seu primeiro chamado:
“Mestre, esforçamo-nos a noite inteira e não pegamos nada. Mas porque és tu
quem está dizendo isto, vou lançar as redes”. (lc. 5: 5).
Parece que Pedro não desejava fazer aquilo novamente, afinal já estava
cansado, saturado, sem forças e pronto para desistir… Mas a outra frase muda
tudo:
“… Mas porque és tu quem está dizendo…”
Vou fazer Senhor, mesmo contra a minha vontade, mesmo sem forças…
Mas ainda restou um pouco de fé.
Sempre que fazemos alguma coisa sem Jesus mandar, nossas redes
voltam vazias, mas quando é em obediência a voz de Jesus, elas sempre
voltaram cheias.

Jesus por três vezes questiona a vocação de Pedro: Tu me amas? Mais do
que estes?
Vejam: Jesus não questionou os fracassos de Pedro, não falou; não falou
sobre o momento em que ele o negou; nem sequer mencionou assuntos do
passado.
Apenas concentrou-se no coração de Pedro… O que ele verdadeiramente
amava.
Jesus nos faz a mesma pergunta: Você me ama? Mais do que estes?
Você me ama mais do que sua vida? Do que seu modo de viver? Mais do
que um bom cargo? Uma boa reputação? Mais do que dinheiro? Mais do que
seus negócios? Mais do que tudo?
Continuar, ou desistir?
Creio que a pior decisão não é desistir… Mas sim desistir por motivos
errados – para seguir o seu próprio caminho – para seguir seu próprio coração.
Se você pensar em desistir, somente não desista por motivos errados, esta
será a sua pior decisão.

Mas se você pensa em continuar, volte pelos motivos certos – volte-se
completamente para Jesus, permita que ele controle sua vida.
Obedeça a sua voz, volte para o seu chamado… Pastoreie as ovelhas de
Jesus.

Sobre Comunidade Moriah

Seja bem vindo! Você acessou a página da Comunidade Moriah, uma Comunidade Cristã dedicada a viver e propagar a mensagem do Evangelho sem barganhas, em um espírito de humildade, sinceridade, moderação e amor. Aqui você poderá ficar por dentro de nossas atividades e conferir algumas das mensagens que têm sido ministradas entre nós. Esperamos que elas possam abençoar a sua vida tanto quanto nos têm abençoado!
Esse post foi publicado em Pregações. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s