PARA VIVER BEM A VIDA – Parte 1: Vivendo em Comunidade

Texto para Reflexão: Leia Efésios 5: 15 – 21

Todos, de certa maneira, se preocupam em viver melhor. Para isto, não medimos esforços.

Vamos ao médico quando sentimos uma pequena mudança em nosso corpo. Malhamos para ter um corpo melhor e melhorar a saúde. Investimos em nossa carreira e progresso profissional

Nos vestimos melhor, usamos maquiagem para melhorar a imagem, enfim, investimos em nós para que, de certa forma, possamos experimentar uma boa qualidade de vida.

Mas, e no que se refere à nossa vida espiritual e aos nossos relacionamentos, quanto estaríamos dispostos a investir? Quais mudanças necessárias estaríamos dispostos a fazer?

      Se investimos nosso tempo e recursos em nossa saúde física, investir na nossa vida espiritual e nos nossos relacionamentos deveria ser uma prioridade ainda mais urgente. Afinal, isto é o que realmente vai nos fazer viver bem a vida.

Em Efésios, Paulo nos adverte a termos cuidado com a maneira como estamos vivendo. (15)

      Existe, no texto, um sinal de alerta ligado. É como se Paulo colocasse uma placa de advertência: “Dirijam com cuidado, sejam cautelosos. Observem melhor a forma como vocês têm vivido a vida”.

Paulo nos coloca uma pergunta para auto-análise: Vamos ser insensatos ou sábios? Vamos seguir a faixa de direção ou vamos ir na contra mão da vida?

Amados, os dias que vivemos são dias maus, pois o mundo nos leva a investir um precioso tempo de vida em busca de coisas materiais, ao mesmo tempo em que nos leva a negligenciar o que é mais precioso em nossas vidas, aquilo que é capaz de nos fazer realmente felizes e nos trazer um significado verdadeiro para a vida.

Paulo nos chama a viver de uma forma contrária aos valores do mundo, uma vida plena de significado, uma vida que faça sentido. Ele nos chama a tirar o máximo proveito de tudo o que fazemos e aproveitar melhor o tempo que temos para viver.

Afinal, estamos vivendo como pessoas sábias ou insensatas? O texto de Efésios nos traz alguns sinais que nos ajudam a distinguir aqueles que vivem sabiamente:

1) Pessoas sábias procuram viver de acordo com a vontade de Deus. (17).

      Nada na vida é mais importante do que descobrir e praticar a vontade de Deus para nossas vidas.

Jesus mesmo orou ao Pai: “Não seja feita a minha vontade, mas a tua”.

O poeta Gerson Borges descreveu isto desta forma:

     “Não a minha vontade, mas a tua. Não a minha vontade, mas o teu querer. Faz a minha vontade ser a tua e me ensina Abba pai obedecer. Não a minha vontade, mas teu plano. Não a minha estratégia, mas a tua mão. Sou tão pecador, sou tão humano, Poe a tua vontade em meu coração”.

Lembrem-se: O lugar mais seguro para uma pessoa estar é no centro da vontade de Deus.

2) Pessoas sábias não se embriagam, mas se enchem com o Espírito Santo.

     Deveríamos ter mais experiências com o Espírito Santo e saber de sua real importância na vida de um cristão.

É o Espírito Santo que nos convence do pecado. É ele quem opera em nós o novo nascimento e é Ele quem nos ilumina o coração para entendermos as escrituras.

O Espírito Santo nos consola, intercede por nós e testifica que somos filhos de Deus.

Paulo é enfático: “Não se embriaguem com bebida alcóolica, mas deixem-se encher pelo Espírito Santo”.

A Bíblia não condena o uso do vinho ou de qualquer bebida alcóolica, mas condena o seu abuso. Na sociedade brasileira, a bebida está muito arraigada na cultura das pessoas, e isso, infelizmente, tem causado tragédias na vida das pessoas, e prejuízos imensos ao Estado.

Pense em quantos acidentes com vítimas fatais acontecem todos os finais de semana, apenas em razão do excesso de bebida.

As pessoas, no Brasil, tendem a minimizar os efeitos da bebida, utilizando-se de eufemismos/diminutivos. Afinal, é “só uma cervejinha”. Porém, a desculpa de se beber “socialmente” acaba virando um pretexto para se beber sempre. Tudo vira motivo para beber, e as pessoas não conseguem mais enxergar formas de diversão e satisfação que não envolvam o álcool.

O resultado é que o álcool passa a ser o centro da vida de algumas pessoas. E isso é um processo que acontece lentamente, a distância entre o consumo normal de álcool e o seu abuso é muito curta, e, por isso, perigosa. Para um grande número de pessoas, evitar o primeiro gole é a melhor saída.

A dependência começa na juventude em pequenas “festinhas” e encontros sociais.

O álcool não é um estimulante, mas um depressivo. O álcool é um ladrão de cérebros, um ladrão da alegria. Muitas pessoas têm buscado o álcool como uma válvula de escape para a depressão, porém, acabam se afundando ainda mais em poço de tristeza. O tempo todo, vemos casos tristes, como o do ator Robin Willians, que, afundado em depressão e alcoolismo, acabou cometendo suicídio, levando ainda mais tristeza para seus familiares, e chocando um número enorme de admiradores de sua brilhante carreira em todo o mundo.

A embriaguez tira da pessoa o autocontrole, a sabedoria e o entendimento. A embriaguez tira da pessoa o equilíbrio de avaliar as coisas. A embriaguez impede a pessoa de agir de maneira sensata.

O abuso da bebida fere o testemunho de um cristão e não glorifica o nome do Senhor Nosso Deus.

O Espírito Santo faz exatamente o oposto. Ele é estimulante, antidepressivo. Ele estimula a mente, o coração e a vontade.

A embriaguez traz dissolução, faz as pessoas perderem o pudor, os limites morais, a vergonha. Traz desgraça, lágrimas e separações entre as famílias.

   Mas o Espírito Santo é totalmente diferente. Ele nos torna mais humano, mais parecido com Jesus.

Por isso somos advertidos: “Deixem-se encher pelo Espírito”.

Ser cheio do Espírito Santo é estar no centro da vontade de Deus, e não uma mera opção para o cristão. Portanto, não ser cheio do Espírito é pecado, pois contraria a vontade de Deus.

3) Pessoas sábias sabem viver em comunidade.

      A comunhão é algo gerado espontaneamente no coração das pessoas que amam viver em comunidade.

Tais pessoas anseiam estar juntas: “Falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais”.

    A comunhão é o remédio de Deus para toda sorte de divisão na igreja.

   Quem vive em comunhão fala das coisas espirituais, coisas que edificam o corpo, a comunidade, coisas que fazem outros crescerem na fé. Quem vive em comunhão fala de coisas que são capazes de levantar aqueles que estão caídos. Pessoas assim se tornam uma benção na vida de seus irmãos, e de toda a sociedade.

Quem vive em comunhão não fica reclamando do azar, criando intrigas, cheio de amargura, inveja e ressentimentos.

4) Pessoas sábias louvam a Deus com alegria e gratidão no coração.

      Deve haver alegria e entusiasmo no momento de adoração.

A mente, o coração e a alma devem estar envolvidos diretamente em uma profunda vontade de adoração.

As pessoas, na adoração, devem reconhecer os feitos poderosos do Senhor, e se mostrarem gratas por tudo que Ele tem feito.

“Cantai ao Senhor um cântico novo, porque ele tem feito maravilhas, a sua destra e o seu braço forte lhe alcançaram a vitória”. (sl.98).

5) Pessoas sábias se submetem umas as outras.

      Em Cristo devemos nos submeter uns aos outros.

Para vivermos bem a vida, não podemos cultivar a altivez, a arrogância e nem a soberba.

Deve-se ter a consciência de que dependemos uns dos outros. Vivendo em comunidade, devemos reconhecer que ninguém é melhor que ninguém. Não somos superiores e nem inferiores.

Submissão por amor a Cristo e à Igreja. Submissão espontânea, uns aos outros.

Submissão é ajudar o outro a exercer sua missão.

Estamos todos debaixo da mesma missão: Exaltar e glorificar o Nome do nosso Senhor e salvador Jesus Cristo.

     O texto de Paulo aos Efésios nos levanta várias placas de advertência: Como vamos continuar vivendo, de maneira insensata, ou como pessoas sábias?

Procure responder esta pergunta a você mesmo, não com o que o mundo diz que é o certo, mas com aquilo que Deus mostra ser a verdadeira sabedoria.

 

Anúncios

Sobre Comunidade Moriah

Seja bem vindo! Você acessou a página da Comunidade Moriah, uma Comunidade Cristã dedicada a viver e propagar a mensagem do Evangelho sem barganhas, em um espírito de humildade, sinceridade, moderação e amor. Aqui você poderá ficar por dentro de nossas atividades e conferir algumas das mensagens que têm sido ministradas entre nós. Esperamos que elas possam abençoar a sua vida tanto quanto nos têm abençoado!
Esse post foi publicado em Pregações e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s