RETRATO DE FAMÍLIA – Pr. Edgard Bacchini

Efésios 5: 22 – 33

A vida de casado seria muito mais fácil se Paulo tivesse escrito: “Mulheres amem seus maridos e maridos governem suas esposas”.

Para a mulher é muito mais fácil amar, o que lhe é algo comum, do que se submeter à autoridade do marido e para o marido é muito mais fácil governar do que amar.

Mas a bíblia nos ensina que o marido deve ser um líder que ama e a esposa uma mulher que se submete e obedece.

      Em um mundo pós-moderno falar em sujeição, submissão da mulher e os deveres do marido soa como algo fora de padrão, fora de moda e inviável.

A família no mundo pós-moderno se tornou igual àquele jogo de cartas: “Quem vai ficar com o mico”. O marido empurra a mulher para cuidar da casa e dos filhos e a mulher empurra o marido.

A família virou um espaço de competição, de um jogo de azar onde ninguém mais quer saber de suas responsabilidades conjugais.

Cada um cuida de si e se sobrar tempo e espaço cuidamos da casa, dos filhos e do relacionamento.

Mas o que a bíblia nos ensina a respeito dos deveres conjugais? Qual deve ser o papel do marido? Qual deve ser o papel da esposa?

      Mas, antes de falar disso tenho que te informar uma coisa muito importante: Não existe casamento perfeito.

Mas a bíblia vai nos ensinar como estabelecermos um padrão mais elevado.

      QUAL É O PAPEL DO MARIDO?

      Imaginem se um dia Deus chamasse o marido e perguntasse: “O que você fez de sua esposa? E de seus filhos?”.

Você amou a sua esposa da forma que lhe recomendei? Você se entregou por ela? Você cuidou dela? Você santificou sua esposa? Você purificou sua esposa? Você abençoou sua esposa?

O amor do marido pela esposa deve ser semelhante ao de Jesus por sua igreja.

Jesus vai apresentar a Deus uma igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável. E o marido deve fazer o mesmo por sua esposa.

O marido dever amar de forma criativa, romântica, amorosa, harmoniosa e carinhosa.

Para fazer uma mulher feliz, bastam pequenos detalhes: Um jantar… Um presentinho… Um Passeio… Um telefonema… Um olhar… Uma palavra de elogio… Um gesto… Um abraço.

São detalhes que para a esposa é muito importante e de grande valor.

        Mas os maridos estão ficando cada dia mais árido, secos, sem óleo, distantes. Não cultivam o romantismo e o prazer de estarem juntos. Querem apenas sexo. E apenas por uma necessidade biológica.

      E o pior, somos egoístas, pensamos somente em nós. Não quereremos deixar nossa esposa realizada.

      As cinco linguagens do amor: “tempo, toque, palavras, atitudes, presentes”. Gary Chapman.

A responsabilidade do marido é fazer a sua esposa feliz.

      Como deve ser a liderança do marido?

O marido é o líder não para ter privilégios, mas para ter responsabilidades.

Uma liderança sensível as necessidades de sua esposa. Não como um tirano, um general, um controlador, um ditador.

O casamento não pode ser uma prisão, onde não existe liberdade. No reino dos céus os valores são invertidos: “Maior é aquele que serve”.

O líder é aquele que encoraja, motiva, incentiva a esposa, elogia a esposa, acredita na esposa.

E como líder ele deve ser exemplo de maturidade espiritual. Ensinar a palavra de Deus a ela, orar por ela, ir à igreja com ela.

O marido deve exercer uma liderança equilibrada, sensata, honesta.

        Alguns cuidados que o marido deve ter:

A língua pode dar vida ou matar o casamento. Pode ser remédio ou veneno. Faça elogios sempre… Mas cuidado, muito cuidado com as críticas.

Valorize os dons de sua esposa, mas cuidado quando for falar de suas deficiências.

      Nada mata mais o romantismo do casamento do que uma comunicação rude. Palavras agressivas.

Quantos casamentos estão naufragando com feridas feitas por palavras mortíferas. Palavras pesadas, palavras rudes, amargas ditas em horas errada.

Maridos têm que saber o significado da palavra perdão e pedir perdão por suas palavras, atitudes e gestos.

Um conselho: Maridos escutem suas esposas, a mulher tem mais sensibilidade, ela é mais atenta a tudo. É falta de inteligência não escutar a esposa.

           Marido existe um imperativo bíblico para nós: Por três vezes Paulo usa a palavra marido ame a sua esposa.

Somos orientados a amar, amar, e amar.

E a atitude de amar não é um sentimento. Eu decidi amar. E amar é casar-se todo dia com a mesma pessoa e se tornar uma só carne com ela.

      Jesus amou e se entregou por sua igreja. Assim deve ser a atitude do marido para com sua esposa.

      Que Deus assim nos ajude.

Anúncios

Sobre Comunidade Moriah

Seja bem vindo! Você acessou a página da Comunidade Moriah, uma Comunidade Cristã dedicada a viver e propagar a mensagem do Evangelho sem barganhas, em um espírito de humildade, sinceridade, moderação e amor. Aqui você poderá ficar por dentro de nossas atividades e conferir algumas das mensagens que têm sido ministradas entre nós. Esperamos que elas possam abençoar a sua vida tanto quanto nos têm abençoado!
Esse post foi publicado em Pregações e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s